Central de atendimento Seg a Sex das 6h30 às 22h00 Sáb e Dom das 8h00 às 18h00

Perguntas Frequentes

​​​​​​Leia abaixo perguntas e respostas sobre a Linha 5-Lilás e veja se sua dúvida já está esclarecida.​

O projeto da Linha 5-Lilás contempla as necessidades de acessibilidade das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida tanto nas estações como nos trens. Todos os colaboradores contratados para trabalhar nas estações da Linha 5-Lilás passaram por treinamentos específicos para prestar o melhor atendimento a esses usuários.

Sim. O piso tátil de alerta e direcional de fluxo para pessoas com deficiência visual está presente em todas as estações.

Cada trem possui  um total de 234 assentos. Desse número, a ViaMobilidade destina 90 para o público preferencial, ou seja, pessoas com deficiência física, gestantes, pessoas com crianças de colo e idosos. Além disso, há dois assentos preferenciais para pessoas obesas, um em cada composição. A cor dos bancos de uso comum é azul marinho e os preferenciais estão na azul clara.

Sim. Há uma vaga para cadeirantes localizada, por padrão, próxima a cabine do operador.

Os elevadores da Linha 5-Lilás são de uso preferencial. Ou seja, na ausência de gestantes, idosos, pessoas com mobilidade reduzida, deficiência ou com crianças de colo, o uso do elevador é livre.

É preciso entrar em contato com a área comercial da ViaMobilidade, por meio do e-mail ​comercial@viamobilidade.com.br

Caso algum problema na Linha 5-Lilás cause atraso a compromissos dos passageiros, é possível solicitar Declaração de Atraso na página Fale Conosco, para download e impressão. Clique aqui e acesse a declaração: 

​A política tarifária praticada na Linha 5-Lilás é a mesma das demais linhas de metrô da cidade.​​​

Basta cadastrar o currículo no site, clique aqui

​O setor de Achados e Perdidos da Linha 5-Lilás fica na Estação Adolfo Pinheiro, localizada na av. Adolfo Pinheiro, 301.  Seu horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, exceto aos feriados. ​

​Para que os usuários encontrem seus objetos perdidos com mais facilidade, a responsabilidade do setor de Achados e Perdidos foi atribuída diretamente à ViaMobilidade. ​

A ViaMobilidade é a responsável pela operação, manutenção e conservação da Linha 5-Lilás. Além disso, a Concessionária fará a reforma da estação Santo Amaro e poderá realizar investimentos adicionais visando a atender às necessidades dos passageiros.

Estão em operação as 17 estações previstas: Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas, Giovanni Gronchi, Santo Amaro, Largo Treze, Adolfo Pinheiro, Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin, Campo Belo, Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin.

Estações em funcionamento: Capão Redondo – av. Carlos Caldeira Filho, 4261 Campo Limpo – r. Noanama, 85 Vila das Belezas – av. das Belezas, 880 Giovanni Gronchi – av. João Dias, 3569 Santo Amaro – av. Guido Caloi, 2221 Largo Treze – av. Padre José Maria com r. Barão do Rio Branco Adolfo Pinheiro – av. Adolfo Pinheiro, 301 Alto da Boa Vista – av. Santo Amaro, 6960 Borba Gato – av. Santo Amaro, 5869 Brooklin – av. Santo Amaro, 5010 Campo Belo - Esquina das avenidas Jornalista Roberto Marinho e Santo Amaro Eucaliptos – av. Ibirapuera, 3144 Moema – av. Ibirapuera com av. Divino Salvador, AACD-Servidor –  r. Pedro de Toledo com av. Ascendino Reis., Hospital São Paulo – r. Pedro de Toledo, 937, Santa Cruz – r. Domingos de Morais, 2474 Chácara Klabin – r. Vergueiro, 3800

De domingo a sexta-feira, das 4h40 à meia-noite, e aos sábados, das 4h40 até 1h00 da manhã.  

Sim. Todos os acessos das estações acompanham o horário de operação, isto é, de domingo a sexta-feira das 4h40 à meia-noite e aos sábados até 1h da manhã. ​

A Linha 5-Lilás faz integração com a Linha 9-Esmeralda da CPTM na Estação Santo Amaro.  Na estação Chácara Klabin é possível fazer integração para a Linha 2-Verde do Metrô e na Estação Santa Cruz para a Linha 1-Azul do Metrô.

Os passageiros também podem fazer integração com terminais de ônibus municipais e intermunicipais: na Estação Campo Limpo, com o Terminal Campo Limpo; na Estação Giovanni Gronchi, com o Terminal João Dias; na Estação Santo Amaro, com o Terminal Guido Caloi; na Estação Largo Treze, com o Terminal Santo Amaro. 

Apenas a estação AACD-Servidor possui estacionamento. Ele funciona diariamente, das 4h40 à meia-noite, e é pago (operado por uma empresa terceirizada).

A ViaMobilidade informa que está na fase final do processo de análise dos projetos de implantação de infraestrutura e dos projetos para instalação de sinal de telefonia móvel na Linha 5-Lilás.

A tecnologia de hot spots WiFi, presente em aeroportos e shoppings, por exemplo, não foi concebida, ainda, para a linha.

Sim, está prevista a instalação de  portas de plataforma em todas as estações da Linha 5-Lilás pelo Governo do Estado de São Paulo.

Os trens da Linha 5-Lilás são automáticos pois possuem sistema de sinalização CBTC que pode receber upgrade e tornar a operação driverless (sem condutor), mas para isso é preciso que as portas de plataforma estejam em funcionamento.

Os condutores da Linha 5-Lilás atuam em situações de anormalidade, acionando o modo semiautomático ou manual do trem, dependendo do grau da falha. A comunicação com os passageiros também é feita com o operador. Outras funções de condutor são monitorar as câmeras dos trens e realizar a operação semiautomática fora do horário de pico. Na operação semiautomática, o condutor recebe informações do computador, como a velocidade que ele deve operar em determinado trecho.

​Atualmente, em horário de pico, estão em operação 16 trens, com intervalo de 180 segundos. Com a inauguração das novas estações serão inseridos novos trens na linha.​

​O comprimento total é de 132 metros, com largura de 2,80 metros. Quanto ao desempenho, a velocidade máxima comercial é de 80 km/h.​